quarta-feira, 8 de setembro de 2010

 Quinze coisas que eu não sei.

Ideia surrupiada do blog Noites em Claro, da Beth – que, por sua vez, a copiou de outro blog. A internet anda a passos largos (e tudo tem potencial para se transformar em meme)...

  1. Nadar. Ou entro n'água de boia, ou afundo como uma pedra; tenho certeza absoluta, aliás, de que morri afogada em alguma encarnação passada.
  2. Escrever, depois da recente Reforma Ortográfica. Hífens, acentos e afins tornaram-se um mistério indecifrável, assim como a origem da vida, para onde vamos após a morte ou o destino do Universo.
  3. Costurar. Quis aprender quando pequena, mas minha mãe – que sempre foi uma excelente costureira – não permitiu (sabe-se lá por quê). Agora, não sei nem pregar botão. 
  4. Fazer tricô e crochê, embora uma tia velhinha minha, há muito falecida, tenha tentado me ensinar em diversas ocasiões. Os deuses da alta costura, definitivamente, me odeiam.
  5. Maltratar animais (o que já deve ser óbvio para quem acompanha este blog). Mas não teria qualquer pudor em dar uma boa sova em um ser humano, se achasse justo.
  6. Jogar xadrêz e pôquer. Tenho muita dificuldade com jogos que exijam raciocínio estratégico. Por sinal, também nunca aprendi a jogar War.
  7. Mentir, fingir ou dissimular. Minha falta de talento para isso, por sinal, aumenta em razão proporcional à gravidade da situação. Acho até que poderia ser atriz, mas daquelas bem canastronas...
  8. Gostar de novela. A única que acompanhei, meio paulatinamente, foi a versão original de Betty, a Feia, que me divertia pelo valor trash.
  9. Secar meu cabelo com secador. O resultado, para meu profundo desespero, nunca fica tão bacana quanto o do salão. Mas sou craque em maquiagem!
  10. Ser "política", principalmente quando isso me exige bajular quem não merece. O que já me causou alguns problemas mais ou menos sérios...
  11. Tomar café forte demais e sem adoçante. Os puristas ficam de cabelo em pé, mas...
  12. Andar de moto. Ainda.
  13. Gostar de viajar de avião, a não ser que me dêem uma dose tripla de scotch com Rivotril (ou uma marretada na cabeça). Mas entraria feliz na Enterprise...
  14. Ser leniente com gente preguiçosa, principalmente quando a preguiça é mental.
  15. Perdoar quem me comete uma injustiça. Já fui mais tolerante no passado mas acabei aprendendo, a duras penas, que as pessoas capazes de injustiçar jamais param na primeira tentativa. Agora, sou adepta do princípio escreveu, não leu, o pau comeu": quem não sabe me tratar com respeito, não merece reciprocidade; quem é legal comigo, em contrapartida, recebe de volta uma lealdade quase canina.

Fuças do mesmo bando!



Widget by Hoctro | Jack Book

2 comentários:

Beth Blue disse...

Que legal ter fornecido um pouco de inspiração pra você voltar a blogar, também achei o texto ótimo.

Adorei sua lista, eu também não sei maltratar animais não!!! Nem sei mentir ou fingir...e nunca gostei de andar de avião.

Perdoar quem faz uma injustiça provavelmente não perdôo também (felizmente nunca aconteceu). Como disse lá no meu blog, não sei gostar de quem não gosta de mim.

beijos da amiga distante...

tania freitas disse...

Também não sei nadar, nem fazer tricô e crochê, nem escrever corretamente depois da reforma, aturar preguiçosos... Muito em comum.
Mas, vim mesmo foi pra dizer que adorei que você tenha voltado a postar. Muito mesmo. Mais um blog bacana pra ler, e melhor de tudo: de amiga. Beijo carinhoso pra ti.

Postar um comentário