terça-feira, 31 de março de 2009

 Selinhomania!

Virgem Santa! A Ninah, do blog Eita. E agora?, surtou e me passou três selinhos de uma vez. Não deu nem para dar uma parada para pegar um pouquinho de fôlego entre um e outro selos!
Vamos lá, então... Como os selinhos se originaram em outros blogs, achei justo catar quem os criou e lhes dar o merecido crédito. Assim, a brincadeira fica mais divertida!

———————————————————————————————
 O primeiro: Vale a pena acompanhar este blog 
 

O Minha terapeuta está de férias é o blog da Mariana, que é psicóloga e parece ser adepta da blogoterapia, como eu. O selinho tem algumas regras simples:
  • Exibir a a imagem do selo; CHECK
  • Linkar o blog que fez a indicação; CHECK
  • Indicar 15 blogs que valem a pena acompanhar. OOOPS... QUINZE?
———————————————————————————————
O segundo: No seu blog nós vemos estrelas


Este selinho não tem regras e é originalmente do Nectar da Flor, um blog muito fofo e apaixonado que pertence à Rebeca e ao Jota CÊ.

"Porque ver estrelas num blog é saber viajar 
nas palavras que fazem o pensamento voar, voar e voar..." 

———————————————————————————————
O terceiro: Toda mulher gosta


O Toda mulher gosta é um blog sobre maquiagem e segredos de beleza editado pela
Hellen Christine. E o desafio proposto pelo selinho não foge ao tema:

Regras:
  1. Revelar 7 de seus "segredinhos" de beleza;
  2. Convidar 7 parceiros(as) de blogs amigos para responder;
  3. Comentar no blog de quem fez o convite;
  4. Comentar no blog dos convidados(as), para que saibam da "convocação”;
  5. Linkar o blog que fez o convite (no post em que responder as perguntinhas) e citar as regras.
    Eis minha listinha. Não sou (ainda) do tipo que abusa de creminhos e tratamentos de beleza, mas...
    • 40 anos sem pegar sol. Sério.
    • Usar maquiagem de boas marcas. Minhas preferidas são Lancôme (não uso lápis de olhos de outra marca), Mac e Mary Kay, mas andei descobrindo uns produtinhos muito bacaninhas (e bem mais simpáticos para o bolso) da Contém 1g e da Natura!
    • Saber aplicar a maquiagem de boas marcas - porque não adianta gastar os tubos bons produtos mas emplastrar a cara à la palhaço. Os workshops e cursinhos rápidos de auto maquiagem são super divertidos, não costumam doer no orçamento e sempre ensinam algum truque novo. Já fiz da Mary Kay, da Contém 1g e da Payot.
    • Bons profissionais cuidando do cabelo, da manicure e da depilação (principalmente das sobrancelhas!). Ter o cabelo bem cortado rejuvenesce uns 10 anos... E não existe nada melhor do que depilação a laser (mas quem está perto de cruzar o "cabo dos enta" deve fazer logo, porque os pelinhos brancos são anti-laser...)!
    • Boa genética. Meu pai me deu de herança uma pele de bebê de causar inveja!... Sorry...
    • Ter bichos! OK, estou me repetindo. Mas, meus bichos me deixam feliz e gente feliz ganha um brilho especial nos olhos. Simples assim. Aliás, namorar também não faz mal à pele!
    • NADA DE NEUROSE!
      ———————————————————————————————

      Quanto às indicações, não tenho como não fazer as mesmas de sempre: Lilly e Cacau, com certeza, não têm esses selinhos. Mas quem me acompanha, tem blog e ainda não recebeu esses selos pode entrar na brincadeira, se quiser.

      domingo, 29 de março de 2009

       Oh, happy day!

      Fonte da foto do cão: Stockvault


      U-hu! O Fuça de Ferret
      chegou ao post número 100!


      (Happy birthday do you, happy birthday to you...)

      Fiquei matutando o que postar em comemoração. Afinal, redigir 100 posts não deixa de ser uma façanha – principalmente para quem precisa ganhar a vida, cuidar de um zoológico e fazer outras coisas "menos importantes" do que bloguear, como encontrar os amigos e namorar (felizmente, escrevo bem rápido!)...

      Era im-pres-cin-dí-vel botar a cuca para funcionar e inventar algo diferente para marcar a ocasião!

      Como adoro tarefas tranquilas e nada trabalhosas, resolvi fuçar a net e catei 100 tópicos de cultura geral (nem todos inúteis!) que incluem termos utilizados nos 99 primeiros posts do blog.

      Quem quiser me acompanhar em minha loucura pode usar a ferramenta de busca que fica no topo da barra lateral do blog para procurar as palavras em negrito.

      No mínimo, é uma oportunidade para me ajudar a dar uma "reciclada" no Fuça, tecendo comentários em alguns dos posts mais antigos!

        1. Hans Christian Andersen, famoso escritor dinamarquês, tinha medo de ser enterrado vivo e fez com que alguns de seus amigos prometessem cortar uma de suas artérias, antes de colocá-lo no caixão. Quando estava mal de saúde, deixava um recado em sua mesinha-de-cabeceira antes de dormir: "Estou só parecendo morto".
        2. James Doohan, que interpretava Scotty na série original de Star Trek, perdeu o dedo médio da mão direita durante a Segunda Grande Guerra. Suas cenas eram filmadas de forma a esconder o problema.
        3. Chang e Eng Bunker, os "irmãos siameses" originais, nasceram na Tailândia (antigo Sião) em 1811 e viveram 63 anos. Eram ligados apenas por uma faixa de pele, cartilagem e um fígado compartilhado – hoje em dia, teriam sido facilmente separados logo após o nascimento.
        4. Cheryl Ladd, que interpretava a pantera Kris Munroe no famoso seriado dos anos 70, começou sua carreira como a voz cantada da personagem Melody, do desenho animado Josie e as gatinhas.
        5. Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho, sofria de hanseníanse (lepra). Devido à doença, perdeu os dedos dos pés, quase todos os das mãos e ficou cego de um olho. O gênio não se deixou abater: trabalhava escondido, com os cinzéis amarrados ao antebraço e, além de entalhar em pedra e madeira, pintava e projetava igrejas.
        6. Os registros mais antigos de uma doença são de casos de hanseníase e datam de 1350 a.C.. O tratamento eficaz da doença, entretanto, só foi descoberto no começo dos anos 80, com o desenvolvimento da poliquimioterapia.
        7. É possível contrair herpes nos dedos: dentistas e outros profissionais de saúde que lidam com fluídos bucais estão em risco de contrair essa infecção particularmente dolorosa. O herpes não tem cura e é uma das principais pandemias invisíveis do mundo moderno – cerca de 80% das pessoas que carregam o virus no organismo não apresentam sintomas, mas podem transmitir a doença.
        8. "Hipopotomonstrosesquipedaliofobia" é o transtorno psicológico caracterizado pelo medo irracional de palavras grandes ou complicadas. Quem nomeou a doença certamente foi um tanto sádico...
        9. Se as doenças cardíacas, o câncer e o diabetes fossem erradicados, a expectativa de vida humana seria de 99,2 anos.
        10. Muitos dos principais artistas do Impressionismo francês, no final do século XIX, tinham sérios problemas de visão, como Monet, Cassatt, Degas e Pissarro.
        11. A Mona Lisa, de da Vinci, não tem sobrancelhas. Na época do Renascimento, tê-las raspadas era considerado um sinal de beleza feminina. O pintor nunca assinou ou datou sua obra-prima.
        12. Em 1961, a pintura O barco (Le Bateau), de Matisse, foi exposta de cabeça para baixo por 47 dias, no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque. Aparentemente, nenhum dos mais de 116.000 visitantes que estiveram no Museu, durante esse período, notou a diferença.
        13. A única escultura em mármore do Mundo representando uma figura humana com pestanas está no Museu do Vaticano e foi encontrada em 1503.
        14. William Shakespeare era dotado de um vocabulário prodigioso. Estima-se que, em suas obras, tenha utilizado de 25 a 29 mil palavras distintas (muitas das quais, de sua invenção, acabaram sendo incorporadas à língua inglesa). Sua filha, entretanto, era analfabeta. Certamente, porque o pai passava todo o tempo escrevendo...
        15. Mark Twain, escritor norte-americano, foi o primeiro autor a submeter um original datilografado para publicação.
        16. O testamento de J.R.R. Tolkien, autor da trilogia O Senhor dos Anéis, determinava que seus livros nunca fossem adaptados para o cinema pela Disney. Os estúdios Miramax, que pertenciam ao grupo Disney, chegaram a demonstrar interesse no projeto, mas foram obrigados a desistir por conta dessa exigência do escritor.
        17. Em sua fase de maior audiência, o seriado inglês Dr. Who chegou a ter 110 milhões de telespectadores. Eu continuo sendo um deles!
        18. Supostamente, o primeiro beijo de língua da história do cinema foi entre Warren Beatty e Natalie Wood, no filme Clamor do sexo (Splendor in the Grass), de 1961.
        19. O maior intervalo entre um filme e sua continuação foi de 46 anos, entre O Mágico de Oz e O Mundo do Mágico de Oz. Não que a continuação estivesse fazendo falta...
        20. A icônica foto da língua de Einstein foi tirada em 14 de março de 1951, durante a comemoração dos seus 72 anos. Já a mais famosa imagem de Ernesto "Che" Guevara teve origem em uma fotografia tirada em março de 1960 por Alberto Korda e posteriormente transformada em "logo" pelo ilustrador irlandês Jim Fitzpatrick.
        21. O chocolate contém teobromina, uma substância da família da cafeína que é potencialmente mortal para cachorros e ferrets. Já a cebola também é perigosa, pois pode causar anemia hemolítica nos cães.
        22. Quando alguém se espreguiça e boceja, está realizando o ato da pandiculação.
        23. Um sorriso usa 14 músculos diferentes. Um beijo, 29. E a fala faz uso até 72 músculos por sílaba emitida.
        24. O DNA humano é mais semelhante ao dos ratos do que ao dos gatos. 50% do genoma humano são idênticos ao de uma banana. Isso esclarece muita coisa!
        25. A unha de crescimento mais lento é a do polegar e a que cresce mais rapidamente é a do dedo médio. As unhas das mãos crescem cerca de 4 vezes mais rápido do que as dos pés. Tanto as unhas como o cabelo são feitos de queratina.
        26. A prática da manicure tem cerca de 4.000 anos. No Egito Antigo, as mulheres tingiam as unhas com "esmaltes" feitos de goma arábica, clara de ovo, gelatina e cera de abelhas. O corante era a henna, que ia desbotando com tempo, de preta para marrom claro – as mulheres das classes mais altas podiam retocar as unhas com maior frequência e, por isso, as cores escuras eram consideradas um sinal de status.
        27. O acidente doméstico mais frequente pelo uso de cosméticos acontece quando as mulheres passam maquiagem: arranhar o olho com o pincel de rímel. E eu achando que só eu não sabia usar esse negócio...
        28. O beija-flor bate as asas noventa vezes por segundo – quatro vezes mais rápido que a libélula. Ele voa de frente, de costas e até de ponta-cabeça e procura néctar em 2 mil flores todos os dias.
        29. Uma girafinha nasce com altura de um jogador de basquete: até dois metros. As girafas não se deitam para dar à luz: ao nascer, o bebê girafa despenca de uma altura de dois metros e meio.
        30. Uma barata consegue sobreviver por nove dias sem a cabeça, antes de morrer... de fome. Existem cerca de 3.500 espécies de baratas em todo o Mundo e, dependendo da espécie, uma barata fêmea pode gerar de 150 a até 10.000 descendentes por ano. Eu realmente não precisava saber isso!
        31. Os mosquitos possuem 47 estruturas semelhantes a dentes em sua probóscide (tromba)! No entanto, esta não é a dentição mais surpreendente no reino animal: o tubarão baleia possui 4,5 mil dentes e o peixe-gato, 9.280.
        32. Dar cabeçadas na parede consome 150 calorias por hora. E murro em ponta de faca, quantas será que gasta?
        33. Bater com o carro a 100km/h equivale a cair do 8º andar de um prédio. Não pretendo tentar comprovar.
        34. Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo. Isso eu comprovei.
        35. Quando um vidro se quebra, os cacos podem se espalhar a uma velocidade de até 4.830 kh/h.
        36. A reciclagem de latas de alumínio para produção de novas latas gasta 75% menos energia do que a fabricação de latas novas.
        37. Uma tonelada de papel reciclado poupa cerca de 22 árvores, economiza 75% de energia elétrica e polui o ar 74% menos do que a produção de papel novo.
        38. Mais de 100.000 aves e animais marinhos são mortos todo ano, por lixo plástico jogado no mar.
        39. Um casaco de pele utiliza 24 raposas, 65 visons, 8 focas, 42 raposas vermelhas, 400 esquilos ou 30 lontras. E há quem ache que usar peles não é algo monstruoso...
        40. Todos os animais podem pular, exceto o elefante. Os porcos não podem olhar para o céu, os crocodilos não colocam a língua para fora da boca, os ratos e os cavalos não conseguem vomitar e o maxilar dos gatos não se move para os lados.
        41. As borboletas sentem gosto com os pés e não com a língua. Como será o gosto do chulé?
        42. As tartarugas podem respirar pela bunda. Felizmente, elas só podem cheirar pelo nariz.
        43. Uma fêmea de ferret pode morrer se entrar no cio e não cruzar.
        44. A urina do gato brilha quando exposta à luz ultravioleta.
        45. O pelo do urso polar é incolor. Ele é dotado de inúmeras bolhas de ar que agem no isolamento térmico e dispersam a luz, dando-lhe a aparência branca. No verão, ele assume uma cor amarelada.
        46. O coração dos camarões fica alojado na cabeça. Eles devem levar a expressão "pensar com o coração" realmente a sério!
        47. Uma cama é o lar de cerca de 6 bilhões de ácaros. E, no meu caso, também de quatro gatos e uma cadelinha. De vez em quando, sobra algum espaço pra mim.
        48. Dentre todos os países, o Brasil tem a flora com o maior número de espécies: cerca de 56.000.
        49. A Rafflesia arnoldii e a Amorphophallus titanum, nativas da Malásia, estão entre as maiores flores do mundo. São também as mais mal cheirosas, pois exalam um odor fétido de carne morta. Em vez de aves, borboletas e abelhas, elas garantem sua polinização atraindo moscas, besouros e outros insetos que apreciam material em putrefação.
        50. O Sol é 330.000 vezes maior que a Terra, da qual está a aproximadamente 149 milhões de quilômetros. Sua luz demora oito minutos e dezoito segundos para percorrer essa distância.
        51. O ponto de maior luminosidade no Planeta, visto do espaço, é a cidade de Las Vegas.
        52. Estudos demonstram que, após o divórcio, as mulheres têm maior dificuldade para iniciar novos relacionamentos do que os homens. Eu que o diga!...
        53. As sete maravilhas do mundo antigo são: Estátua de Zeus Olímpico, Templo de Diana, Colosso de Rodes, Mausoléu de Halicarnasso, Farol de Alexandria, Jardins suspensos da Babilônia e Pirâmides do Egito.
        54. Uma "profecia" de 1662 diz que, se um dos seis corvos que "guardam" a Torre de Londres for comido por um cachorro, a monarquia britânica acabará e, com ela, a própria torre. No dia 20 de agosto de 1995, um cão da polícia londrina escapou durante uma patrulha e devorou um dos corvos, Charlie, que vivia na torre há 21 anos e tinha as asas cortadas para não fugir. A rainha Elizabeth II imediatamente mandou colocar outro corvo em seu lugar...
        55. O palácio em que reside o Papa tem 5 mil quartos, 200 salas de espera, 22 pátios, 100 gabinetes de leitura, 200 banheiros e dezenas de outras dependências. E quanto ao voto de pobreza?
        56. Em 1966, uma declaração de John Lennon à revista Datebook deixou os Beatles em maus lençois com a comunidade católica: "Eu não sei quem vai acabar primeiro, se o rock’n’roll ou o Catolicismo, pois, no momento, somos mais populares do que Jesus Cristo". Depois das mancadas recentes da Igreja Católica, acho que eles podem mesmo estar a caminho...
        57. Na Inglaterra, é crime se beijar dentro do cinema.
        58. O pó de múmias moídas já foi considerado um remédio para praticamente qualquer doença. Os homens ingleses sempre carregavam um saquinho cheio do pó e grande parte do legado arqueológico do Egito Antigo foi perdido em função de sua "fabricação".
        59. 7% dos norte-americanos acreditam que Elvis está vivo. 25% dos americanos acham que Sherlock Holmes existiu. 25% acreditam em fantasmas e 10% dizem ter visto um. Eu já vi mais de um... E posso garantir que nenhum deles era do Elvis!
        60. Em todo o Mundo, a cada ano, cerca de 100 pessoas engasgam-se até a morte com tampas de canetas.
        61. O primeiro acidente de avião da História aconteceu nos Estados Unidos, 5 anos após o vôo dos irmãos Wright. Orville Wright pilotava a aeronave e, apesar de seriamente ferido, sobreviveu à queda; seu passageiro, o tenente francês Thomas Selfridge, não teve a mesma sorte.
        62. O primeiro vídeo arquivado no YouTube chamava-se Me at the Zoo e mostrava uma visita do fundador do site, Jawed Karim, ao zoológico de San Diego. O upload do vídeo foi feito em 23 de abril de 2005 e ele ainda pode ser assistido até hoje. O primeiro item vendido no eBay foi um apontador laser quebrado, vendido por US$ 14.83 a um colecionador de... apontadores laser quebrados.
        63. O primeiro console de videogame doméstico foi o Magnavox Odyssey, lnçado nos Estados Unidos em 1972.
        64. O projeto da casa de Bill Gates foi parcialmente executado em um computador Macintosh. A-ha! Eu sabia que nin-guém podia gostar do Windows!
        65. Os CDs foram concebidos para comportar 74 minutos de música porque essa é a duração da Nona Sinfonia de Beethoven.
        66. Graham Bell, inventor do telefone, nunca fez ligações para sua mãe e esposa: elas eram surdas! Ele atendia o telefone dizendo "Ahoy".
        67. O cartão de Natal foi inventado por Henry Cole em 1843.
        68. O vaso sanitário moderno foi criado no século XVI por Sir John Harrington, neto da rainha Elizabeth I. A invenção, divulgada em um panfleto intitulado A Metamorfose de Ajax, logo virou tema para piadas e a palavra "Ajax" transformou-se em gíria para "banheiro".
        69. O ketchup originou-se na China, como um molho de peixe em conserva chamado "ke-tsiap".
        70. Com o nariz tapado,uma maçã, uma batata e uma cebola apresentam o mesmo sabor adocicado.
        71. O sashimi mais perigoso do mundo é feito da carne do fugu, um peixe da família do baiacú. Ela contém altas doses de tetrodotoxina, um veneno que pode levar à morte por asfixia e para o qual não há antídoto conhecido. Um sensei japonês me disse que a carne de fugu é inesquecível e viciante. Não pretendo ir ao Japão para tirar a prova.
        72. Após estourar, um milho de pipoca pode aumentar até 400% o seu tamanho.
        73. O sorvete e o macarrão são invenções chinesas. O creme de chantilly foi criado pelo chef francês François Vatel em 1671. E o sanduíche recebeu seu nome em homenagem a John Montagu, quarto Conde do distrito de Sandwich, no condado de Kent (sul da Inglaterra).
        74. A camada esverdeada que se forma em volta da gema do ovo, quando cozinhado por muito tempo, é originária da reação química entre o ferro da gema e o enxofre da clara.
        75. Como os hindus não comem carne de boi, as filiais do McDonald's em Nova Delhi fazem seus hamburguers com carne de carneiro.
        76. A cerveja é, talvez, a bebida alcoólica mais antiga consumida pelo homem. Em 2005, um cervejeiro de Delaware (EUA) conseguiu reproduzir uma receita chinesa de 9.000 anos, a partir da análise de resíduos encontrados em jarros escavados por arqueólogos.
        77. O vinho branco pode ser produzido de uvas verdes e roxas, mas o vinho tinto só pode ser produzido de uvas roxas.
        78. Uma mulher fala, no mínimo, 3.000 palavras por dia. Os homens falam 1.500. Quando não as grunhem.
        79. Somente uma em cada três pessoas lava as mãos após ir ao banheiro público. Cerca de 80% das mulheres o fazem. Apenas para registrar: eu faço parte desses 80%!
        80. O estômago precisa produzir uma nova camada muco protetor a cada duas semanas, ou digerirá a si mesmo. O ruído produzido pela deslocação de líquido ou de gás no intestino ou no estômago é denominado "borborigmo".
        81. As narinas de um ser humano registram o cheiro de formas distintas. Os odores captados pela narina direita são mais agradáveis, enquanto a narina esquerda é mais precisa.
        82. Um adulto de porte mediano carrega cerca de 2,7kg de pele. É aproximadamente o dobro do peso do cérebro. Em alguns casos, até mais do que isso...
        83. 10% da população mundial têm o umbigo herniado e virado para fora.
        84. Nossos pés possuem aproximadamente 250.000 glândulas sudoríparas e um quarto de todos os ossos do corpo.
        85. É impossível espirrar com os olhos abertos. A força necessária para dar três espirros consecutivos queima exatamente o mesmo numero de calorias do que um orgasmo.
        86. O coração bate mais de 100.000 vezes por dia e bombeia o sangue com uma pressão suficiente para esguichá-lo a uma altura de 9 metros.
        87. O cérebro de um adulto pesa 1,4 kg e consome 25% do oxigênio obtido na respiração.
        88. Aos 40 anos, um ser humano já viveu 1,2 bilhão de segundos. Parece muito. Ei, é mesmo! Ai, tô veeeelha...
        89. O corpo humano contém enxofre suficiente para matar todas as pulgas em um cachorro.
        90. Os porcos têm orgasmos de 30 minutos e os leões podem copular até 50 vezes por dia. Na próxima encarnação, quero nascer porco. Ou leão. Ou porco. Ou leão. Argh! Que dúvida!
        91. Mais de 11.000 pessoas por ano sofrem acidentes por praticar novas posições sexuais. Imaginem se essa gente fosse como os porcos e os leões...
        92. Os humanos e os golfinhos são as únicas espécies que copulam por prazer. Ei, e quanto ao porco e o leão?
        93. O primeiro vibrador chamava-se The Manipulator (O Manipulador) e foi inventado nos EUA, em 1869, por George Taylor. Era movido a vapor (o motor, alimentado a carvão, precisava ficar em uma sala distinta da parte "funcional") e destinava-se apenas ao uso em consultórios médicos, para o tratamento de "histeria"! Atualmente, o uso de vibradores é em serviço de self-service.
        94. Antigamente, na Inglaterra, era preciso solicitar a autorização do Rei para fazer sexo (membros da família real, claro, não tinham essa obrigação). O casal "liberado" recebia uma placa que devia ser colocada na frente da porta do quarto, enquanto tivesse relações, com os dizeres “Fornification Under Consent of the King” ("fornicação com o consentimento do Rei"). Assim surgiu a palavra “fuck”.
        95. A primeira reforma ortográfica da língua portuguesa foi em 1911. Depois dessa, houve mais 10, incluindo a recente reforma sancionada por Lula. E nenhuma delas conseguiu ensinar nosso povinho a escrever...
        96. O Comitê Federativo de Terminologia Anatômica é formado por 21 anatomistas, eleitos por colegas de mais de 30 países, que estudam a normatização da nomenclatura das partes do corpo humano. Em 1895, foi aprovada a primeira lista oficial, que já foi revisada, ampliada e modificada 4 vezes. São cerca de 6 mil nomes.
        97. A palavra "folclore" é aceita internacionalmente desde 1878. A expressão foi lançada na revista The Athenaeum, há cerca de 150 anos. O arqueólogo inglês William John Thoms, autor da proposta, sugeriu a contração das palavras "folk" ("povo") e "lore" ("sabedoria") para designar o estudo de culturas diversas.
        98. Durante a Guerra de Secessão norte-americana (1861–1865), quando as tropas voltavam para o acampamento sem nenhuma baixa, após uma batalha, escreviam numa placa a expressão "0 Killed" ("zero mortos"). Assim, "O.K." passou a significar "tudo bem".
        99. "Trivia" (no singular, "trivium"), palavra que designa informações como as fornecidas neste post, é a contração dos termos em latim "tri" ("três") e "via" ("estrada"). Especula-se que surgiu para designar as placas colocadas nas interseções das estradas do Império Romano, com informações e notícias para os mensageiros do Imperador Augusto. Nos anos 60, "trivia" também passou a definir os jogos de perguntas e respostas de conhecimento geral. A palavra "trivial" tem a mesma origem.
        100. Este post levou 6 dias para ficar pronto e exigiu fuçadas em mais de 20 sites, dentre os quais:

        quarta-feira, 25 de março de 2009

         Resolveu ter bicho? Então aguenta!...

        Fonte: Stockvault

        Animal de estimação é como criança pequena – apenas veste casaco de pele. Trazer um bicho para dentro de casa, do mesmo modo que ter um filho, é decisão que não deve ser tomada por impulso, impensadamente ou sem planejamento. Porque, por trás da fofura, do afeto incondicional e do manancial de benefícios que podem nos oferecer, os pets também têm seus "contras" – e não são poucos.

        É evidente que os pet lovers costumam "passar batido" por cima dos contratempos, mas quem nunca conviveu com animais pode acabar tendo algumas surpresas, no mínimo, inesperadas ao decidir fazer parte do maravilhoso mundo natural. Até porque certos protetores (no afã de arregimentar mais um dono) e criadores/lojas (no afã de... ah, deixa pra lá) nunca transmitem algumas informações essenciais.

        Infelizmente, muitos casos de abandono e maus tratos acontecem justamente quando os donos descobrem que seus bichos não são bem o que haviam fantasiado.

        Eis algumas coisas um tanto incômodas – mas plenamente suportáveis, quando há amor e boa vontade – que inevitavelmente se tornam parte do quotidiano de quem tem bicho:
        • Arranhões e outros ferimentos. É inevitável: quem é dono sempre traz no corpo as marcas de seu status. Cães, ferrets e – principalmente – gatos arranham; quase sempre, sem querer. Marcas de mordida, hematomas e outros machucados podem até não ser tão frequentes, mas também acontecem. Quem quer ter uma pele permanentemente lisinha e imaculada de Branca de Neve deve manter uma distância de segurança de, pelo menos, 5 metros de qualquer animal maior do que uma formiga (as pretinhas, porque aquelas vermelhas bundudas picam e deixam marca...)!
        • Pelos, muitos pelos. Na casa, nas roupas e até em si mesmo. As roupas pretas nunca mais são as mesmas, depois de um pet! E não adianta acreditar no mito da escovação diária: escovar é mesmo higiênico e saudável – no caso dos gatos e ferrets, ajuda a evitar bezoares –, mas a verdade é que não há como impedir o inexorável avanço dos pelos pelo ambiente.
        • Cheiro. Eis algo que nem mesmo muitos banhos e o uso de perfumes e desodorantes pode mudar: gente tem cheiro de gente e bicho tem cheiro de bicho. O odor humano característico (aquele que não é pura "nhaca", obviamente) nos passa despercebido pelo hábito, já que constantemente sentimos nosso próprio cheiro e o das pessoas que nos cercam. Mas o "cheiro de bicho", sendo diferente, parece entranhar no ambiente. O dono eventualmente acaba se acostumando, mas sempre é bom ter um desorizador de ambiente e um incensozinho à mão, para o caso de uma visita.
        • Xixi, cocô, golfada, vômito. Surpresa! Bicho fofinho também faz porcaria, como os bebês. Algumas vezes, em cima da cama. Outras, em cima do dono.
        • Ser acordado de madrugada. O metabolismo dos animais domésticos funciona em um ritmo bastante diferente do humano – o natural, para eles, é dormir, comer e excretar em ciclos mais curtos do que os nossos. Pets não seguem relógio e conceitos como "dia", "noite", "madrugada" e "descanso merecido após um dia cansativo na labuta" são de uma abstração que lhes escapa totalmente. Após 15.000 anos de domesticação os cães, mui espertamente, até perceberam que fazer uma (eventual) concessão aos horários do dono pode ser algo vantajoso, mas o gato típico não quer nem saber: se, às 3:00 da manhã, bate "aquela" vontade de ganhar cafuné... o dono que se vire.
        • Sustos! Mais uma semelhança entre bichos e crianças: ambos parecem ter uma incrível propensão a nos pregar sustos. Quem quer cuidar direito de um pet deve ter disposição, paciência, paz de espírito, energia e bolso para eventuais visitas à emergência veterinária – geralmente, de madrugada ou durante os feriados!...
        • Mudança de hábitos e decoração. Enfeites e peças delicadas de cristal no aparador? Melhor guardar. Potes de vidro na cozinha? Os de plástico não viram cacos!... Chaves, celular, revistas, prato de comida, a cervejinha de domingo etc sobre a mesa da sala, sem supervisão? Esqueça. Vasos de plantas? Bem disse o corvo: "Nunca mais!". Seja coerente com a decisão que tomou: o bicho não bateu na sua porta, pedindo para ser seu roommate – logo, quem tem a obrigação de se adaptar é você. A vantagem: você acabará aprendendo a ser mais organizado e asseado. O que é bastante recomendável, no caso de alguns indivíduos do sexo masculino.
        • Destruição de propriedade. Termo auto-explicativo. Nenhum tapete escapa a um gato. Nenhum aparelho de celular a um cão. O resto, o ferret esconde.
        • Barulho. Isso vale apenas para os cães: eles latem! Mas os culpados somos nós: os lobos até latem, dependendo das circunstâncias, mas o latido canino foi estimulado pelo contato com os humanos e é característica desejável em exemplares de algumas raças desenvolvidas para caça e guarda. Latido em excesso, evidentemente, é patologia que tem tratamento mas, mesmo com o melhor treinamento, a grande maioria dos cães continuará latindo de quando em vez. O jeito é se acostumar – afinal, há gente cujo matraquear apoquenta muito mais.
        • Mentiras. Claro que animais não mentem (uma inegável vantagem sobre os seres humanos). Mas os vendedores das lojas de produtos para animais, sim. Ser dono de bicho demanda constante exercício da "arte" de filtrar a "conversa de cerca-lourenço" das pet shops. Porque cachorro não precisa de perfume, esmalte ou de tintura para o pelo. E os protetores de unhas para gatos só funcionam com felinos catatônicos ou em coma. O Barão de Münchhausen seria um excelente vendedor de produtos para animais!
        Nada disso é assustador? Então você, decididamente, traz o amor aos bichos nos genes e, para provar que é mesmo gente boa, só lhe falta – se é que ainda não o fez – adotar um animal abandonado.

        Ame seu animalzinho e desfrute o amor infinito que ele terá por você. São Francisco os abençoará.

        E nunca deixe de seguir os mandamentos da posse responsável!

        terça-feira, 24 de março de 2009

         Não custa lembrar!


        No sábado, dia 28 de março, de 20h30 às 21:30...

        ... vamos dar um descanso aos nossos blogs.

        O planeta agradece.




        segunda-feira, 23 de março de 2009

         Wolverine faz aniversário!



        2009, decididamente, é o ano de Wolverine. O anti-herói mais amado dos quadrinhos faz 35 anos e, além do filme com o "totôso" Hugh Jackman (não custa lembrar, ai-ai...), a Marvel prepara uma homenagem singular, durante o mês de abril: o Wolverine Art Appreciation Month.

        Para quem aprecia pintura e HQs, fuçar as capinhas representando o mutante no estilo de pintores famosos é uma diversão. Quadrinhos, afinal, também são Arte!

        A notícia saiu no Omelete e no Marvel News.

        sábado, 21 de março de 2009

         Criança tem cada uma...

        Plena madrugada, mais de 35 anos atrás. Estava eu, ainda pequenininha, chorando sem parar, a plenos pulmões.

        Minha irmã mais velha (sou temporona raspa do tacho!), desesperada, andava comigo no colo, para lá e para cá, sem saber o que fazer. Não era fralda suja. Não era fome. Nem gases, resfriado ou qualquer outro "incômodo" infantil.

        Depois da centésima cantiga de nigar totalmente infrutífera (a criança e o boi da cara preta já haviam se tornado amigos, a essa altura), ela precisou recuperar as forças e passou a guarda a meu pai. Mas, a substituição de sua voz feminina – e um tanto desafinada – pela voz de tenor de papai não fez qualquer efeito.

        Continuei berrando como se não houvesse amanhã, perfurando os tímpanos de todos na casa – e, com toda certeza, dos vizinhos – com a torturante estridência que somente as pregas vocais dos muito jovens são capazes de produzir.

        A pergunta "O que foi, neném?" deve ter batido algum recorde de repetições, naquela noite.

        As horas foram-se passando, uma após a outra, e eu ainda em prantos, firme, forte e sem demonstrar qualquer sinal de sono ou cansaço.


        Lá pelas tantas, o sol já quase nascendo, meu pai perdeu a paciência. Afinal, é extremamente frustrante, para um pai amoroso, não conseguir oferecer conforto ao filho que chora.

        Foi quando, olhando nos meus olhinhos de bebê com a expressão mais dura de que foi capaz, ele falou:

        – Chega! O quê você quer, afinal?"

        Quase imediatamente, parei de chorar e respondi, na minha voz ainda exitante de bebê:

        – Encheeeeeer!



        Sim, essa é uma história real.

         Tô me sentindo, assim... meio EMO!...

        Mas acho que passa.

        Pon and Zi são uma fofíssima criação do cartunista
        norte-americano Jeff Thomas (a.k.a. Azuzephre).

        Mais, no site oficial.

        quinta-feira, 19 de março de 2009

         O cão chupando manga!

        Uma imagem vale por mil palavras...

        Fotolog de Fiona

        quarta-feira, 18 de março de 2009

         Sobre a relatividade teórica da amizade

        Pois é. Levei 40 anos (faltam só 3 meses – um quase nada!...) para finalmente admitir mas, enfim... a idéia de que as amizades são relações destituídas de interesse é totalmente utópica.

        Sim, leitor; a equação da amizade é condicional. E, na matemática da amizade, fatores como possessividade, ciúmes e autocentrismo contam tanto quanto a afinidade, o carinho e o amor. Se está tudo bem e o amigo permanece jogando de acordo com as regras, tudo são flores, drinques e shows de rock'n roll. Mas... basta o amigo sair um pouquinho dos trilhos, fazer algo inesperado e descumprir as expectativas para o drama se instalar, nos melhores moldes de novela mexicana classe "Z".

        Amizades não são, nem podem ser, destituídas de interesse. Todos nós, sem exceções, fazemos uso de nossos amigos para suprir necessidades afetivas e emocionais, sejam elas permanentes ou apenas pontuais. Parte da função do amigo é compreender esse "vampirismo do bem" e, conscientemente, se deixar sugar pelo outro ao mesmo tempo que o suga. O problema é quando a sensação de intimidade proporcionada por essa troca de energias inerente a uma amizade constituída nos faz sentir no direito não somente de compartilhar a vida do amigo mas também de invadi-la.

        Pessoas adultas devem ter o direito de tomar suas próprias decisões, mesmo que isso as leve a quebrar a cara. Assim se sofre, mas também se aprende. O verdadeiro amigo está sempre por perto e até nos alerta quanto aos perigos, mas sua tarefa primordial não é ser um "guarda-costas"; é, tão simplesmente, oferecer um ombro quando necessário. Nada de críticas. Nada de julgamentos. Apenas solidariedade.

        Pois há fronteiras que não devem, nem podem ser ultrapassadas. Nem mesmo em nome da amizade.

        segunda-feira, 16 de março de 2009

         Cena carioca pós-moderna

        Fonte: Baixaki

        Noite em Ipanema. Lá vem a moça pela rua, após jantar com uma amiga. Numa das mãos, carrega uma sacola cheia de "apetrechos" recém-adquiridos em uma famosa loja de "conveniências eróticas" do bairro.

        Um senhor franzino de paletó e gravata a interpela e lhe estende um panfleto.

        – Pega um folhetinho, moça! Jesus é a salvação!

        A moça, que pode ser meio safadinha mas tem boa educação, pega o papel, agradece e segue seu caminho.

        Com Deus em uma mão e o Diabo na outra.*

        * Comentário pertinente: fiquei algum tempo matutando se postaria este "causo". Afinal, já me acusaram de estar transformando o Fuça de Ferret em "blog erótico" com esse e esse posts. Mas... cheguei à conclusão de que já está mais do que na hora de assumir de vez meu status de "quasi-enta"divorciada, independente e nada pudica. Porque ter certas vergonhas, a essa altura do campeonato, seria uma total perda de tempo, energia e oportunidades para praticar o bom humor...

         Acordando com o pé esquerdo!


        Às vezes seria bom ser como um cachorro, que
        acorda todo dia com dois pés esquerdos e não liga a mínima!


        O sol nasce. O despertador toca. Você abre os olhos, se espreguiça, boceja, ganha um "beijinho" de bom-dia do seu cachorro e sorri gostoso. Você se levanta, escova os dentes, se veste. Você se entrega, de braços abertos, a mais um dia pleno de esperança e promessas de felicidade.

        Infelizmente, não é isso o que acontece. Os problemas começam a aparecer antes mesmo de você botar os pés fora de casa, e continuam no escritório. O(a) namorado(a) lhe manda um email dizendo que não poderá vê-lo(a) essa semana. O serviço está atrasado e você sabe que isso dificultará o pagamento de suas contas, no fim do mês. Você sai para almoçar, procurando espairecer e, quando volta, é obrigado(a) a retornar uma ligação de cobrança do cartão de crédito, que se encontra atrasado apenas 10 dias. Você explode com a pobre atendente de telemarketing que o(a) atende (mal). Isso o(a) faz sentir-se ainda pior. Sua gastrite começa a dar sinais de vida e a cabeça lateja, em prenúncio a uma enxaqueca.

        As coisas vão rolando cada vez mais ladeira abaixo, ao longo das horas.

        Você, definitivamente, desceu da cama com dois pés esquerdos – e tropeçou feio. O ideal seria voltar para ela e dormir até o dia seguinte; talvez alguma solução aparecesse por geração espontânea, enquanto você estivesse passeando pelo reino do João Pestana (com alguma sorte, você não teria pesadelos).

        Mas, não tem jeito. Esse é o teatro da sua vida e não é possível fazer revisões no roteiro. Você só pode mesmo respirar fundo, contar até dez e continuar assistindo, de camarote.

        Pensando melhor: de camarote, não... Sai muito caro. Melhor comprar aqueles ingressos baratinhos na lateral da platéia, de onde você mal consegue ver o que está acontecendo no palco.

        E o pior é que, no teatro, a gente nem pode comer pipoca!...

         Amizade inusitada (ou não)!



        O quotidiano no Jardim do Éden, antes
        dos humanos fazerem m****, devia ser assim.

        Nada é impossível onde há amor, atenção e bons tratos.

        domingo, 15 de março de 2009

         Uma volta no carrossel do tempo!











        A linha, Mio e Mao, Quaq Quao, Vermelho e Azul e Barbapapas
        faziam parte da programação do Globinho, "telejornal" infantil apresentado
        por Paula Saldanha, na TV Globo, no princípio dos anos 70.

        Impossível esquecê-los.

        sexta-feira, 13 de março de 2009

         Para quem gosta de gatos!


        Ainda seguindo a linha "vamos colocar nossos bichos para pagar mico", o site Stuff on My Cat traz fotos de gatos com... coisas... em cima, em baixo, ao redor... Gatos, claro, não costumam ficar nem um pouco felizes com a invasão de seu espaço pessoal e podem demonstrar sua desaprovação de forma muito veemente, no olhar – isso torna o resultado de algumas fotos ainda mais engraçado (ou digno de pena)!

         Para quem gosta de cachorros!


        Upside Down Dogs é um site com fotos de... bem... cachorros de ponta-cabeça. Como seria de se esperar, a gravidade faz das suas e cria efeitos estranhíssimos nas carinhas dos peludos – o resultado não é exatamente bonito, mas consegue ser estranhamente cativante e divertido...

        quinta-feira, 12 de março de 2009

         Obaaaaaaa!!!

        Calvin and Hobbes © Bill Watterson

        Minha 'miga Ninah, do blog Eita. E agora?, indicou o Fuça de Ferret para mais um selinho "tudibão". E esse é bacana mesmo, por dois motivos: porque é muito bom saber que fazemos os outros sorrirem e porque Calvin e Haroldo são de-mais!

        Esse selinho é também um meme, e tem suas regras:
        1. Ao receber o selo, listar 7 coisas que te fazem sorrir.
        2. Indicar o selo a 7 blogs que fazem você sorrir.
        3. Informar aos blogs indicados que eles receberam o selo.
        Eis a minha listinha, então:
        • Minha bicharada!
        • Meus amigos
        • Bebês
        • Fugir da dieta sem culpa n'alma
        • Falar bobagem (de propósito, claro!)
        • Massagem (de qualquer tipo)
        • Vale listar uma coisa totalmente impublicável?
        Me dei conta de que uma boa parte dos blogs a quem eu indicaria esse selinho já o ganharam... "Sobraram" Cacau, Lilly, Beth e Felipe.

        quarta-feira, 11 de março de 2009

         Meu SEGUNDO post apelativo! Oh-la-la!

        Na verdade, é um spin-off de meu post anterior. Que, por sinal, é o post do Fuça de Ferret com maior número de comentários até o momento, comprovando a teoria de que brasileiro só tem mesmo uma coisa na cachola – e não é juízo.

        Se vocês já se divertiram com a descoberta dessa mísera trinca de apetrechos sexuais, terão orgasmos (só para continuar no mesmo léxico) com uma notícia publicada no site australiano Northern Territory News, no dia 8 de fevereiro deste ano.

        Eis uma tradução livre do texto original de Nick Calacouras. Eu claro, não resisti e adi algumas impressões (em vermelho):

        Dura Diabo de trocadalho do carilho! Até dói! resposta
        ao mistério dos brinquedos sexuais



        Moradores da área rural de Darwin renomearam sua rua "Dildo Boulevard" após a descoberta de 30 brinquedos sexuais em frente a uma casa, na manhã de sexta-feira.


        Robert Johns e Laurelle Bates encontraram os brinquedos misteriosos quando saíam para o trabalho, pela manhã.
        E não deu vontade de voltar pra casa?

        "É um verdadeiro mistério. Não temos idéia de onde eles vieram." E nem diria, se soubesse – dah! – a Srta. Bates contou ao Northern Territory News"Sei que não são novos. Parecem usados." Essa tem prática em medida de depreciação de dildos!

        O Sr. Johns contou os brinquedos na manhã de sexta e diz que sua quantidade diminuiu em 24 horas. A especialidade dele é contabilidade.

        "Yeah, alguns dos maiores se foram." As sex shops da região não devem ter gostado nadica da concorrência...

        Muitos apetrechos ainda se encontram jogados do lado de fora da casa na rua Osbeck – a maioria esmagada pelas rodas de automóveis. Nenhum pneu furou?

        Os moradores da região, surpreendidos pelo seu súbito aparecimento, estão tentando solucionar o curioso caso dos brinquedos sexuais invasores. Chamem Sherlock Holmes! Melhor: chamem John Holmes!

        Uma das teorias afirma que se trata de uma elaborada – e cara – brincadeira. EU consigo pensar em várias brincadeiras bem mais interessantes usando dildos... Uma outra escola de pensamento diz que eles devem ter caído da caçamba de um caminhão de entregas. Tomara que a transportadora ofereça seguro!

        Há quem diga que os brinquedos poderiam estar na lata de lixo de alguma residência e ter caído na rua quinta-feira à noite, quando o lixo foi recolhido. Eita, festança boa!

        Camilla Cappa, uma vizinha, disse que os brinquedos foram um curioso adendo ao ambiente rural. Já fiz até uma versão de Casinha Branca: "Ter uma casinha branca de varanda, um quintal e uma janela, pra ver os dildos no chãaaaaaaao..."

        "Havia de vários tipos e em diversas cores. Um era como uma banana." – disse – "Uma criança em meu carro pensou que eram fogos de artifício." (Quando eu era criança, uma famíliar cara de pau me disse que um vibrador era um "massageador". Só fui me dar conta do engodo anos depois...)

        Poucas horas após o aparecimento dos brinquedos, um morador substituiu a placa da rua, renomeando-a "Dildo Boulevard". (Nada tão criativo assim: no Canadá há uma cidade chamada "Dildo"!)

        "Eu morri de rir. Foi muito divertido." – disse a Sta. Cappa – "Não sei de onde eles vieram. É muito estranho."

        Outra vizinha, que preferiu não se identificar, disse ter visto os estranhos itens durante sua caminhada matinal.

        "Não é algo comum por aqui." (Como se, em outros lugares, fosse uma tradição cultural ter dildos espalhados pela rua.) – disse – "Acho que alguém fez isso como brincadeira."

        Embora alguns já tenham sumido, a Sta. Cappa disse que muitos ainda estão na rua.

        "Quem irá recolhê-los? Se você os pegar, assumirá que os quer. Se você os quer, só pode estar desesperado."


        Foto de Nick Welsh

        terça-feira, 10 de março de 2009

         Meu primeiro post apelativo! OBA!

        Quem acompanha o Fuça de Ferret sabe que este não é um blog dado a grandes "atrevimentos" – como tenho um temperamento muito tímido, prefiro deixar os assuntos picantes para os mais jovens*, desenvoltos e, por que não dizer, caras de pau.

        * Triste constatação: já cheguei ao ponto em que dizer isso me parece natural!

        Mas, ocasionalmente, sou dominada por algum irresistível impulso "exibicionista". É o que acontece agora, pelo surrealismo e humor involuntário do fato.

        Vejam o que a cachorrinha de minha sobrinha farejou, no pátio de um restaurante de beira de estrada em algum lugar da Região dos Lagos:

        A foto original foi sutilmente retocada para aproximar a cachorrinha
        dos objetos, facilitando o corte. Mas, fora isso, é 100% verdadeira... UIA!


        Algumas conclusões podem ser tiradas, a partir desta imagem tão singela:
        1. A cachorrinha de minha sobrinha tem um excelente faro. Além de ser meio taradinha (e olhem que ela é castrada)!
        2. Os restaurantes de beira de estrada, atualmente, oferecem um menu impressionantemente variado.
        3. Alguém, em algum lugar, está muito p*** da vida porque perdeu essas coisas. Calculando por baixo há, aí, pelo menos R$ 100,00 em produtos "recreativos"!
        4. Ainda bem que foi tudo perdido antes do uso (acho)...
        5. Eita, mundinho muderno, sô!

        domingo, 8 de março de 2009

         Dia internacional da mulher, que nada!

        Sou mulher 365 dias por ano, obrigada. Com muito orgulho. E TODAS as mulheres deveriam se sentir assim.

        De qualquer forma, para as que se sentem homenageadas, meus parabéns!

         Algumas migalhas sobre a excomunhão...

        Perdoem-me o impulso revoltoso mas... Esse caso da excomunhão dos envolvidos no aborto realizado na menina de 9 anos que engravidou de gêmeos após ser violentada pelo padrasto, em Olinda (PE), está conseguindo me tirar do sério.

        Vou ser bem direta: QUEM o arcebispo de Olinda e Recife, José Cardoso Sobrinho*, acha que é? A lista de absurdos proferidos por esse indivíduo é tamanha, que faz-me tremer na base. E, enquanto dão atenção a essa besta e seus colaboradores, uma criança, fisicamente agredida – em mais de um sentido! – e brutalmente arrancada de sua inocência, é afundada em um mar de merda teológica, intolerância e falta de bom-senso. Que adulto essa menina terá chance de se tornar, diante de tais exemplos? Que traumas esse triste período há de lhe causar?

        * O nome está em negrito para que todos o incluam em seus vodus, antes de dormir.

        O que esses "senhores" da Igreja estão fazendo não somente é inculto e ultrapassado, como totalmente cruel.

        Vergonha de ser brasileira, nessas horas!... Aliás, vergonha de ser gente, independentemente da nacionalidade!

        Se bem que, dessa vez, nosso Presidente fez bonito:

        "Como cristão e católico, lamento profundamente que um bispo católico tenha comportamento conservador como este. Acho que, neste aspecto, a medicina está mais correta que o bispo."

        Minha sugestão para os poderosos da Igreja Católica: em vez de perder tempo espalhando tanto fel, estudem os ensinamentos de Cristo! Com algum esforço, pode ser que seus cérebros de ervilha assimilem um pouco da tolerância de que todos os Seus atos foram imbuídos...

        Pensando bem: se esse povinho retrógrado ainda não conseguiu entender o que Cristo quis dizer, mesmo depois de 2.000 anos, talvez isso não aconteça jamais. Melhor nem tentar, pois podem interpretar tudo ainda mais errado e a emenda sairá pior do que o soneto.

        Vamos torcer para que as profecias de São Malaquias se concretizem e Bento XVI, esse inquisidor insano e megalomaníaco, seja mesmo o penúltimo papa. Só mesmo o fim dos tempos pode resolver esse momento de total surrealismo que estamos vivenciando!

        Em tempo: peço desculpas se meu desabafo parecer ofensivo aos católicos praticantes – não é minha intenção. Minha natureza "ecumênica" imbuiu-me da capacidade de compreender e apoiar todas as crenças e práticas que possam contribuir para a felicidade e o bem do próximo. Mas é impossível não sentir uma pontada de indignação diante de tanta arbitrariedade!

        Deixo vocês com o cometário de Arnaldo Jabor, em seu quadro no Jornal da Globo de 04/03/2009. Nunca fui muito fã de Jabor – sua arrogância intelectual me inspira uma certa antipatia – mas, vez ou outra, ele consegue me derrubar da cadeira com opiniões que surpreendem pela coerência e, principalmente, pela nobreza de caráter (coisa de que alguns envolvidos nesse episódio muito carecem). Minhas reverências!





        "Lá do fundo da Idade Média, esse arcebispo declarou: "A lei de Deus está acima de qualquer lei humana". Mas quem fez as leis de Deus senão homens, como bispos e papas? Foi uma lei de Deus quando queimaram mulheres vivas como a santa Joana D’Arc? Esse pensamento dogmático, inquisitorial, só afasta a Igreja Católica do mundo moderno.

        Nós tivemos papas progressistas e bons, como João XXIII e João Paulo II, que era conservador, mas amava os desvalidos. Logo agora, que a história está tão cruel, agora que os homens precisam de uma religião protetora, agora que precisávamos da doçura da Igreja, temos os olhos frios de Bento XVI. Daí o sucesso de exploradores dos pobres como tantos bancos de dízimos, os supermercados da fé. A Igreja é contra anticoncepcionais, é contra o homossexualismo, é desatenta para tantos casos de pedofilia que surgiram entre padres, assim como foi vacilante no caso daquele bispo que disse outro dia que não houve holocausto de judeus.

        Os excomungados de Olinda não devem ter medo. Deus está vendo e está com eles. Certamente não está com esse inquisidor, o arcebispo José Cardoso Sobrinho."

        quinta-feira, 5 de março de 2009

         Acho que vi um gatinho...

        Cyber Cat, por Mandrak. Fuçado do site Worth1000.com


        Cat, por Sam Weber.


        312 Gatos, pela minha amiga (e grande ilustradora!) Thais Linhares.

         Oh, man...

        No comments required... Ai-ai...

        Fuçado do Omelete.

        quarta-feira, 4 de março de 2009

         Medo do Amor

        Ando preocupada. O Amor vem tentando me laçar pelo pé e, sempre que isso acontece, acabo caindo de cara no chão.

        Ainda não é um Amor "eterno enquanto dure", digno de arroubos de poesia e canções românticas, mas um amorico: um sentimento discreto, pouco mais intenso do que uma amizade mas já capaz de suscitar aquela ânsia incontrolável de ficar junto que somente os apaixonados sentem e que causa uma tremenda dor na boca do estômago.

        De fato, minha gastrite tem incomodado mais, por esses dias.

        É só uma promessa de Amor e já apavora!

        Não quero amar. Amar dá trabalho, desconcentra, atormenta, extenua. Os apaixonados não têm um instante de paz, pois a companhia de si mesmos deixa de ser suficiente e a solidão não lhes traz mais contentamento. Eles não dormem direito, não comem direito, não se cuidam direito – coisas para as quais tenho um talento inato e não preciso de qualquer ajuda.

        Estive livre do Amor durante alguns anos. Nunca me senti tão bem. Nunca fui tão bonita, nem ganhei tantos amigos, nem tive tanto prazer em existir. Agora, o Amor parece ter-se dado conta de minha felicidade e resolveu tirar o atraso, deixando-me doente do corpo, do coração e da alma. O Amor botou abaixo as muralhas, tão arduamente levantadas, que me protegiam das intempéries da vida, e não sei se terei forças para reerguê-los.

        O Amor é tão absurda e enlouquecedoramente contraditório que teima em se esconder sob metáforas mesmo sabendo que qualquer máscara, cedo ou tarde, será lançada ao vento pela translucidez de sua essência. Como são fúteis os disfarces do Amor!

        Não quero amar. Não quero amar. Não quero amar. Será que, cantarolando o mantra com bastante convicção, consigo afugentar o Amor para outras paragens? Temo, pois sei que amo intensamente demais e, por conseguinte, sofro intensamente demais. E eu sempre sofro, por antecipação e por consequência. Sofro mesmo neste exato momento, e ainda nem é Amor.

        São coisas de mulher. Ainda por cima, mulher canceriana.

        Não quero amar. Deus me ajude.




        E a danada da sincronicidade continua a me sacanear: topei, hoje, com esse texto de Martha Medeiros.